Quarta-feira, 10 de Agosto de 2005
Poema
275951-Carlos Vieira-Olhares.jpg



Poema



É a noite escura de amargura



Poema



É a luz que brilha lá no céu



Poema


É ter saudade de alguém



Que a gente quer e que não vem



Poema



É o cantar de um passarinho



Que vive ao léu, perdeu seu ninho



É a esperança de o encontrar



Poema



É a solidão da madrugada



É um ébrio triste na calçada



Querendo a lua namorar



Poema



É a solidão da madrugada



Um trovador em serenata



Querendo a lua namorar



Poema



É tristeza, é alegria



É o romper de um novo dia



É a dor cruel de uma paixão



Poema



É um poeta apaixonado



A escrever desesperado



O que lhe vai no coração.



(Fernando Dias)



publicado por Lumife às 15:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds