Segunda-feira, 8 de Novembro de 2004
Canção
mulher_campo.jpg



.


Hoje venho dizer-te que nevou


no rosto familiar que te esperava.


Não é nada, meu amor, foi um pássaro,


a casca do tempo que caiu,


uma lágrima, um barco, uma palavra.



.


Foi apenas mais um dia que passou


entre arcos e arcos de solidão;


a curva dos teus olhos que se fechou,


uma gota de orvalho, uma só gota,


secretamente morta na tua mão.



.


(Eugénio de Andrade)



publicado por Lumife às 21:16
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 9 de Novembro de 2004 às 11:19
Já nevou mas ainda aqui não chegou... mas o Eugénio lá sabe... :-))Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Fazer olhinhos