Quarta-feira, 3 de Novembro de 2004
Meu Sonho
Barco_byFlorF.jpg



.


"Pus o meu Sonho no navio


E o navio em cima do Mar


Depois abri o Mar com as mãos


Com as mãos para o meu sonho


Naufragar.


.


Minhas mãos ainda estão molhadas


Do azul, do azul das ondas


Entreabertas.


.


E a cor que escorre dos meus dedos


Colora as areias desertas.


.


O vento vem


Vindo de longe


A noite se curva de frio


.


Debaixo da água


Vai morrendo o meu sonho


Vai morrendo dentro do navio


.


Chorarei, quanto for preciso,


Para fazer com que o mar cresça


E o meu navio chegue ao fundo


E o meu sonho


Desapareça."




.


(in Amália Rodrigues, Com Que Voz...)



publicado por Lumife às 18:29
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Anónimo a 5 de Novembro de 2004 às 11:57
Somos nós...Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 4 de Novembro de 2004 às 14:09
testebeja
(http://beja.blogs.sapo.pt)
(mailto:beja10@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Novembro de 2004 às 23:38
ñ conhecia este poema é lindissimo...adorei
bjs my
</a>
(mailto:)


Comentar post