Terça-feira, 14 de Setembro de 2004
AUSÊNCIA
73.jpg



.


Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces


Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto.


No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida


E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.


Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado.


Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados


Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada


Que ficou sobre a minha carne como nódoa do passado.


Eu deixarei... tu irás e encostarás a tua face em outra face.


Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada.


Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite.


Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa.


Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço.


E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.


Eu ficarei só como os veleiros nos portos silenciosos.


Mas eu te possuirei como ninguém porque poderei partir.


E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas.


Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.



.


(Vinicius de Moraes)




publicado por Lumife às 01:07
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 20:42
Conheço o poema, um belo poema, diga-se...polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 17:26
Gostei do teu blog. Obrigado pela visita no meu blog.
Um abraço....aaviador
(http://poesiaemfolhassoltas.blogs.sapo.pt)
(mailto:aaviador@iol.pt)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 17:23
Viva! Vim retribuir a visita ao meu blog e deparei-me com este texto lindo de Vinicius Moraes. Parabéns :)) beijinhos de arco-írissusana
(http://energias.blogs.sapo.pt/)
(mailto:pequenosanjos@supernet.co.pt)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 17:10
Lumife não sabia que és minha leitora, mas gostei de saber, gostei de ler o post, e a foto tá bem escolhida.L.M
(http://luismiguel.blogs.sapo.pt)
(mailto:luismiguel.a@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 14:11
A intensidade da cor tb depende dos olhos de quem vê.lumife
(http://soimagens.blogs.sapo.pt)
(mailto:beja10@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 10:30
Pelo menos ausência de cor não tem...Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Fazer olhinhos