Domingo, 5 de Setembro de 2004
REMORSO
droga-1.jpg

Às vezes uma dor me desespera...

Nestas ânsias e dúvidas em que ando,

Cismo e padeço, neste outono, quando

Calculo o que perdi na primavera.

.

Versos e amores sufoquei calando,

Sem os gozar numa explosão sincera...

Ah ! Mais cem vidas ! com que ardor quisera

Mais viver, mais penar e amar cantando !

.

Sinto o que desperdicei na juventude;

Choro neste começo de velhice,

Mártir da hipocrisia ou da virtude.

.

Os beijos que não tive por tolice,

Por timidez o que sofrer não pude,

E por pudor os versos que não disse !

(Olavo Bilac)


publicado por Lumife às 14:39
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Anónimo a 7 de Setembro de 2004 às 12:28
Juro dizer a verdade e só a verdade ... Estou inocente ...Luis
(http://eternoenamorado)
(mailto:beja10@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Setembro de 2004 às 12:25
My é sempre um prazer.São dias em que nos vamos mais abaixo mas o sonho continua ... Beijos
Luis
(http://soimagens.blogs.sapo.pt)
(mailto:beja10@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Setembro de 2004 às 12:01
Remorsos de quê? Inquietação da consciência por culpa? Ou crime cometido?Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 6 de Setembro de 2004 às 11:23
só hj consegui ler o teu comentário...espero k tenhas voltado com a capacidade de sonhar reforçada...mas pareces-me um pouco amargo.
ñ te eskeças k o sonho comanda a vida.
bjs my
</a>
(mailto:)


Comentar post