Quinta-feira, 15 de Julho de 2004
...
238.bmp




.



TODO O AZUL DO MAR





Foi assim, como ver o mar,


A primeira vez que meus olhos


Se viram no seu olhar.



.



Não tive a intenção


De me apaixonar,


Mera distração


E já era momento de se gostar.



.



Quando eu dei por mim


Nem tentei fugir


Do visgo que me prendeu


Dentro do seu olhar.



.



Quando eu mergulhei no azul do mar


Sabia que era o amor


E que vinha pra ficar.


.


Daria pra pintar todo azul do céu,


Dava pra encher o universo


Da vida que eu quis pra mim.


Tudo que eu fiz foi me confessar


Escravo do seu amor, livre para amar.



.



Quando eu mergulhei


Fundo nesse olhar


Fui dono do mar azul


De todo azul do mar


.


Daria pra pintar todo azul do céu,


Dava pra encher o universo


Da vida que eu quis pra mim.


Tudo que eu fiz foi me confessar


Escravo do seu amor, livre para amar.



.



Quando eu mergulhei


Fundo nesse olhar


Fui dono do mar azul


De todo azul do mar


.


Foi assim, como ver o mar,


Foi a primeira vez que eu vi o mar.


Daria pra beber


Todo azul do mar


Foi quando eu mergulhei


No azul do mar


Onda que vem azul


Todo azul do mar


Onda azul, todo azul do mar...


.



.


( Flávio Venturini e Ronaldo Bastos )




publicado por Lumife às 15:30
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 15 de Julho de 2004 às 15:37
Oi meu querido...lindos poemas...um maravilhoso dia para ti...adoro-te...super beijossssss....até...Lisa
(http://cantinhoazulceleste1.weblogger.terra.com.br)
(mailto:)


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Fazer olhinhos