Segunda-feira, 28 de Junho de 2004
...
Tu, Meu Amor Impossível




*


"Sussurros imaginários


Que passeiam e deambulam


Pelos cantos vazios e escuros


Do meu quarto…


É o eco da tua voz


Que me mantém este sorriso louco


E feliz na face…


Vã e insólita


É a esperança de te ter finalmente


Em meus braços…


Até quando vai a ilusão


Deste amor impossível


Assombrar as minhas noites


E fazer-me evocar o teu nome


Com ansiedade?


Oh mente doentia, a minha!


Por mais que saiba


Que nunca te vou ter,


És tu, meu doce Anjo,


Quem, eternamente, eu vou querer…"



*


Karl Goth



publicado por Lumife às 14:59
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Fazer olhinhos